ao vivo
Agora: SESSÃO CÂMARA MUNICIPAL (REPRISE)
Obtendo...
00º C
Obtendo cidade
Obtendo tempo...
terça
27 de fevereiro
2024

O prazo para vacinação contra febre aftosa termina no próximo dia 30/11

Os criadores que não comunicar a Defesa Agropecuária do Estado de São Paulo, será multado
schedule quinta, 09/11/2023 as 14:37

Por Fabrício Rocha (Estagiário) - Foto: SENAR

No próximo dia 30 de novembro se encerrará a etapa de vacinação contra a febre aftosa. A informação foi passada pela Coordenadoria de Defesa Agropecuária (CDA) da Secretaria de Estado de Agricultura e Abastecimento (SAA).

Serão vacinados nesta etapa bovinos e bubalinos com idade de até 24 meses, segundo os dados da Secretaria serão aproximadamente cinco milhões de animais vacinados. Lembrando sempre, que os criadores devem se atentarem ao prazo e se organizarem com a vacinação, para que fiquem em dia com a legislação.

 Caso algum criador deixe de vacinar e de comunicar para a Defesa Agropecuária do Estado de São Paulo estará sujeito a multa. O valor da multa é de R$ 102,78, por cabeça para quem deixar de comunicar.

O que é Febre Aftosa?

A febre aftosa é uma doença infecciosa aguda que causa febre, seguida do aparecimento de vesículas (aftas), principalmente, na boca e nos pés de animais de casco fendido, como bovinos, búfalos, caprinos, ovinos e suínos. A doença é causada por um vírus, com sete tipos diferentes, que pode se espalhar rapidamente, caso as medidas de controle e erradicação não sejam adotadas logo após sua detecção.

 O vírus está presente em grande quantidade no epitélio (tecido que reveste) e fluído das vesículas. Também pode ser encontrado na saliva, no leite e nas fezes dos animais afetados. A contaminação de qualquer objeto com qualquer dessas fontes de infecção é uma fonte perigosa de transmissão da doença de um rebanho a outro. No pico da doença, o vírus está presente no sangue.

Nesse estágio, os animais infectados começam a excretar o vírus poucos dias antes do aparecimento dos sinais clínicos. Os animais contraem o vírus por contato direto com outros animais infectados ou por alimentos e objetos contaminados. A doença é transmitida pela movimentação de animais, pessoas, veículos e outros objetos contaminados pelo vírus. Calçados, roupas e mãos das pessoas que lidaram com animais doentes também podem transmitir o vírus.

Compartilhe: Facebook Twitter Whatsapp

Veja tambem...

TL
UNIVERSO DO BEM
TVI
CONTROVERSA
PRATOS E PAPOS

Itapetininga

PRATOS E PAPOS
UB
TL

Últimas Notícias

Economia